segunda-feira, 4 de abril de 2011

Um Picado Sangrento de Novidades


Nos últimos dois Sábados estive em São Paulo, assim como nos próximos quatro estarei, se tudo der certo. Isto, pois me inscrevi em um workshop sobre literatura policial. Titubeei um tantão (pelo fato de eu morar do outro lado da serra) e acabei correndo atrás da vaga na ultimíssima hora. Por sorte consegui, e posso dizer que estou tirando bom proveito. Na última aula, toda a sala foi fatiada nos subgêneros existentes no Policial. Confesso que me senti deveras tentado em me encaixar na turma do ‘Noir’.
Narração suja em Off?
Protagonistas que não prestam?
Irresistível de mais pra ser verdade!
Mas, do contra que procuro ser, escolhi o subgênero ‘Espionagem’.
Sim, eu também não sabia que este tipo se enquadrava nos moldes do Policial, mas aparentemente fica ali ao lado de narrativas sobre máfias.
Interessante, né?
O workshop está sendo ministrado pelo meu comparsa Sérgio Pereira Couto http://cantodooraculo.wordpress.com/ que sem sombra alguma de dúvidas entende muito do assunto abordado. (O cara tem mais de quarenta livros lançados sendo que possui dentre eles, títulos como: Manual de Investigação Forense, e Help-A lenda de um Beatlemaniaco; este último trata de um serial killer que bem, é um beatlemaniaco).
No lançamento de 'Jogos Criminais', estive em uma palestra do mesmo, na qual ele discursava sobre os perfis mais comuns dentre os psicopatas. Só ali, em cerca de pouco menos de uma hora, todos os presentes já saíram sabendo alguma coisa a mais.
E olhando para o próximo de um modo um pouco mais paranóico.






Outra coisa interessante neste workshop é que a coisa toda não acabará na última aula. Isto, pois ainda restará um grupo de estudo deste gênero literário. Pelo que entendi nos encontraremos de seis em seis meses, depois do término. O grupo não está limitado aos atuais inscritos, portanto se você aí se interessar, entre em contato assim que quiser.
Falar com Debby ->debbygrupos@uol.com.br
Assim que eu mesmo estiver mais inteirado sobre esta iniciativa, elaborarei um post mais elucidativo e completo.
_________________________________





Degustação: Cursed City-Onde As Almas não têm Valor
Aproveito esta semana também para divulgar a degustação (a balinha) de uma das antologias de contos mais cool, que eu já vi. A Editora Estronho pelo visto se dedicou até o osso para a qualidade da obra, e eu não vejo a hora de colocar as mãos poeirentas nela. (Como autor participante e como leitor.)
Reparem da arte do livro.
Sem comentários.
Seguem no arquivo, dois contos:
- ‘O gigante, a curandeira e a lutadora de kung-fu’ de Alfer Medeiros
- ‘Just like Jesse James’ de Alliah


Tenho mais algumas novidades, mas vou esperar elas evoluírem mais um pouquinho antes de divulgá-las.

Um forte abraço, pessoal! o/
E uma ótima semana!
@Yvis_Tomazini

5 comentários:

  1. sehr gut. ^^
    Adoro coisas sangrentas.
    Força no workshop.
    E o cursed está maravilhoso mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Puxaaa, esse work parece que vai dar o que falar hein, muito interessante, não deixe de nos contar mais novidade!

    E Cursed ta que ta viu, ô coisa linda esse livro *.*!

    ResponderExcluir
  3. Tão aí as duas El Cabronas heheh ficaram fazendo bullying com o EDITOR!! Vcs são malucas cara! Cursed City tá pra conhecer procuradas mais suicidas!

    o/

    ResponderExcluir
  4. Meu "namorido" também gosta de literatura policial, eu gosto também, mas não tanto quanto ele. Que autores você me indica? abçs e sucesso no seu curso! : )

    ResponderExcluir
  5. E aí Lygia =)?
    Estes dois são clássicos ele deve conhecer, Raymond Chanlder e Dash Hammet.
    Atualmente eu to lendo 'O Paciente 67' de Dennis Lehane q é uma investigação bem intrigante. Mas eu to bastante curioso pra ler o Help-A lenda de um beatlemaniaco, certamente será meu próximo dentro do gênero. Abraçu!

    ResponderExcluir

Muito obrigado por contribuir com A Caneta Selvagem.
Isso significa muito.
Yvis Rissi Tomazini